Fonte: Somar Meteorologia
Menu:

SOMAR Meteorologia - El Niño/La Niña


 
Tendência para El Niño e La Niña


Elaboração: 17/04/2017

DESTAQUE: Indicativo de El Nio fraco para o segundo semestre de 2017 ANLISE: A temperatura do oceano Pacfico equatorial permaneceu mais elevada que o normal nas ltimas semanas com desvios de at +2,5C em meados de maro na rea leste, chamada de Nio 1+2, e prximas de 0,5C no centro do oceano, regio chamada de Nio 3.4. O aquecimento elevado na rea leste do Pacfico trouxe alguns efeitos pontuais como as fortes chuvas no Peru e Colmbia e a precipitao mais frequente que o normal sobre a Regio Sul do Brasil. Mesmo assim, de acordo com institutos internacionais de Meteorologia e Oceanografia, como a NOAA, IRI e Bureau of Meteorology, o sistema oceano-atmosfera manteve-se neutro no ms de maro, j que ele (sistema) leva em considerao efeitos bem mais extensos, ao longo de todo o Pacfico. A maior parte das simulaes mantm aquecimento sobre o Pacfico equatorial central (Nio 3.4) com mais de 50% chance de passar o limiar de 0,5C a partir do incio do segundo semestre de 2017. apesar disso, no h expectativa de desvios muito elevados, como o que aconteceu entre 2015 e 2016. Alm do mais, ao mesmo tempo em que o Pacfico central esquentar, a simulao da NOAA indica que o Pacfico leste ficar menos quente, gerando um fenmeno El Nio Modoki. Isto por sinal j pode ser observado desde meados de maro, quando o desvio de temperatura da regio leste caiu de +2,5C para 0,5C. Embora as previses indiquem chuvas persistentemente acima da mdia para o centro e sul do Brasil a primavera normalmente caracterizada pela posio da corrente de jato mais ao sul, entre a Argentina e o Uruguai. E o aquecimento diferenciado manter o vento em altitude sobre esta regio. Ou seja, diferentemente do outono e do inverno, onde o aquecimento do Pacfico ajudar na manuteno e at mesmo intensificao das chuvas sobre o centro e sul do Brasil, na primavera, poderemos ver efeito contrrio.